aos dias de pôr, próxima aos do nascer

sábado, 29 de maio de 2010

Observações...

Aprofundava-me em sua alma, percorreria todo o teu ser,
Descobriria lugares jamais desvendados por qualque partícula
Eu sou o teu ser, sou o teu refúgio.
Sou tudo aquilo que você quer
E sou também a maior prova de fraqueza
Hoje mantenho minha eterna construção
Viver com tua alma e penetrar no teu íntegro
Meu sofrimento se espalha na minha circulação
Perco as forças pensando no meu fracasso
Mas, respiro e sigo em frente olhando tuas fotos.
Poses de um educado e um tanto cauteloso
Sou teu poder, sou tua luz, deixe-me te guiar...
O caminho consiste na fragrância da nossa existência,
Apenas fizemos uma breve parada
Estamos respirando, muito cansados.
Abra os braços, não tenha medo.
Siga o som, diga sim...
Faça o mínimo: envolva-me
Neste momento, antes que eu siga as trevas...
Nada é mais sufocante do que viver sem sua plenitude,
Nada é mais desafiador do que minha própria essência
Prometo seguir essa história até o fim
É uma batalha sangrenta, muitos vão subir...
Os bons irão nos ajudar,
E eu jurarei Amor Eterno...

Nenhum comentário: