aos dias de pôr, próxima aos do nascer

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Um post antes das férias.


Férias por tempo indeterminado, ao menos que alguém determine para mim. Sabe que até seria uma boa?
 Beijos, bora pra Ernesto Alves.

*********************************homenshoohohohohoh******************************************

inspirada na martha.

A gente se apaixonada por Pedro, pelo Paulo e também pelo Patrique. Mas a gente ama mesmo o Zé, o José e o Juarez. A gente gosta também do Márcio, do Mateus e do Miguel. A gente admira também o Fernando, o Fabrício e o Fábio. A gente se apaixona por duas pessoas no mesmo encontro. Amamos o Pedro porque é professor de educação física e corremos feito uma louca atrás da bola e quando juntamos todas nossas forças e reunimos apenas no pé direito para fazer um lindo gol, já tem um outro do lado de fora da quadra alcançando a bola porque foi pra fora. E nada, e já era, e o gol foi perdido e a nossa cara de decepção lamenta olhando decepcionada para o professor. E ele, cadê o Pedro? Claro, continua gritando: vamos lá, vamos lá! E a gente se revolta e sai correndo como uma louca novamente e chutando todas as canelas e cometendo todas as faltas e por fim, sendo expulsa e perdendo o jogo... Mas tudo isso por amar Pedro, ahh e que Pedro gostoso! Apaixonamos-nos pelo Paulo porque ele é tímido, quieto e não manda nada. Usa óculos e já leu todos os livros que a gente tenha lido, já olhou todos os filmes que a gente tenha olhado, lê revistas e jornais pela parte da manhã. Olha todos os jornais, acorda às seis horas, arruma a mesa com frutas e cereais. Não fuma e nem bebe. Cozinha como um chefe de primeira. Lava, passa, atende os telefonemas e responde todos os e-mails. Não fala palavrões, é educado e conhece vinhos e mais vinhos. Dorme cedo, janta às vinte horas e toma um chá verde e come uma maçã antes de dormir. E quando vai para o quarto termina o sono com a leitura da metade de um livro de culinária. Ah, o Paulo é tudo de bom. O cara perfeito que existe. Ah, esqueci: ele é solteiro e nunca foi casado, deve ser por isso que é perfeito. A gente ama o Paulo solteiro. Mas o Paulo é apaixonante... E o Patrique? Esse é um tremendo cara de pau, o malandro desbocado e “esnobador”. Cada semana com uma namorada nova – lindas, poposudas e com seios grandes. Nunca foi casado e nem ao menos namorou mais de duas semanas com a mesma garota. Pede em namoro no primeiro beijo, manda flores e bombons no segundo dia, presenteia com perfumes e jóias no terceiro, janta à luz de velas durante o resto das duas semanas e engravida no último dia, antes de acabar o namoro. Ah, mas a gente acha o Patrique apaixonante. E ele nunca foi casado. Mas e o resto dos homens? A gente nem sabe o que sente, se amamos, gostamos, admiramos ou se é apenas uma paixão. Ah, mas a gente imagina todinhos deles num só homem, de preferência em nossos sonhos e fantasias. A gente não sabe se fica com o Zé ou com José, se namora com Paulo ou com Pedro, se casa com Fábio ou com Fabrício, se transa com Patrique ou com Juarez. Mas no final, na verdade mesmo, a gente acaba conhecendo o João, um cara que a gente nunca tinha visto antes e acabamos ficando caidinha por ele, desejamos João em tudo: na cama, na conversa, na transa, no sono, no futebol, na corrida, no chimarrão, no jantar, enfim: em tudo. Mas a gente descobre que João tem um namorado, que João é homossexual e a gente acaba se tornando melhores amigos. Ahh, esses homens!!! Mas eu ainda lasco um beijo do João...


domingo, 23 de outubro de 2011

São Chico de Assis - que muito me inspirou(ira)


Cidadezinha que me encanta
de ponta a ponta, no ar e chão
voos das aves, na praça
Relógio do Sol, no miolo do coração

Cidadezinha arborizada, amada
lá tudo se ama, é vida, é praça
é Coronel Manoel Viana

Cidadezinha que me chama
que me leva, me faz poetar
ao sonoro das caturritas
e ondas da sentinela no ar

Cidadezinha de grandes galhos
todas com seu nome
científico e vulgar, estampado
no peito verde que faz brotar

Cidadezinha do bugio
quem é que nunca viu?
não conhece a São Chico
e nem a Tenda do Tio Ico

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

detalhes


...


Entreguei-me
à moda antiga aos teus lábios de muitos beijos
por mais que tivessem sido de tantos outros, 
o meu é diferente
tornei-me não mais uma aos gomos que nos une,
estou sendo, lábio meu, beijada pela tua pétala ao sol, aberta
 

Adoro-te
observar com eles gingando ao escuro dos teus olhos fechados
por mais que eu não enxergue a cinética dos bruscos movimentos
mas eu sei, lábio meu, o quanto eles se enroscam de um lado ao outro
e a gente nem vê a tamanha queimação, apenas sentimos o calor que produzem
e abduzem

Convite

sábado, 8 de outubro de 2011

do amor... Ahh, de novo isso!



Do amor, nada adianta saber mais do que se acha
é mais do que ter dúvidas de que ele exista
é muito menos saber que ele existiu
é uma pétala: tim-bum e caiu

Do amor, só os teus lábios mafiosos para me convencer
do que um beijo ainda pode ser alguma coisa íntima
do amor, só resta ficar quietinha para não estragar o silêncio
dos que ainda casam no altar 
do amor,
é como uma rosa: depois de colhida, morre com toda a sua fragrância

Do amor, até os imortais se foram
sem saber que mortalizaram-se amando
do amor, até eu meu fui
sem saber que já estava lá

Do amor, sem previsão para finalizar
apenas existindo para discernir a origem
da dor que inexiste quando não se tem
e a compreensão para deixar ficar
quando já se foi embora
um Sol depois da chuva
meus olhos depois das lágrimas
o pólen depois dos ventos
do amor, é o que há, até o momento
e o momento, lamento, mas é amar...

Desculpem meus poemas de amor, de sorrisinhos e lábios pra lá e pra cá, mas alguém poderia me fazer sofrer? Às vezes, acho que não deveria perguntar essas coisas, assim como também às vezes penso que o mundo poderia ser bem diferente. Deixem-me só no altar...

Nas Entrelinhas e Geração Pixel - um convite especial

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Blog N3: Feira do Livro

O município de São Francisco de Assis confirmou a realização da próxima edição da Feira do Livro para novembro deste ano.  Mais informações: Blog N3: Feira do Livro