aos dias de pôr, próxima aos do nascer

domingo, 31 de outubro de 2010

No meu lado tosco!














Eu estou sempre aqui
se quiserem me achar
venham nesse meu lado
é tosco; poluído e branco
sem casa; à procura de companhia
prefiro sem raça e diferente de mim
se alguém quiser: venha!
não moro; habito em mim
sou simples; exijo poucos quesitos
alguém que não me ligue
e me deixe dormir sozinha!
eu estou sempre aqui
em múltiplos cantos
e me encosto no vento mais forte;
mas estou sempre aqui...
a questão é única:
me acharem, sendo que ainda nem me perdi...

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

E-mail do Oracy


Seres:

É com muita alegria que compartilho com vocês um e-mail que recebi do Oracy Dornelles:

"Estarei na Feira para comprar um livro teu. Teu poema do "Expresso" estava  bem  interessante."
Oracy Dornelles

-----
Aproveito esse momento e convido todos os Seres para o lançamento do meu 1° livro Faces do Ser : dia 14 de novembro que será realizado na Casa do Poeta de Santiago e dia 19 na Feira do Livro!

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Alguém pode me centrar?




Alguém pode me centrar?
Ninguém acha o meu miolo
Sou dimensionada a apenas viver
E me atrapalhar nas escolhas

Alguém pode me centrar?
Ninguém acha o meu início
Sou o resultado do que não faço
E me transformo no que gosto!

Alguém pode me centrar?
Ninguém acha o meu nó
Sou um novelo de linha
E me costuro quando quero!

Alguém pode me centrar?
Eu não sou mesinha de centro
e não seguro vaso nenhum...
Sou a mesma flor
em qualquer terra!

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Eu sou danada!



Apenas me sinto por alguns instantes. E querem saber? A vontade que eu tenho é de falar de mim, de dizer pra conhecer vários ouvidos, e essa vontade não me deixa escorar minha lombar, sou uma tal de fugitiva e quando sumo é porque deixo de fazer bobagens... Passei a viver por outras coisas e me perdi nesse processo, tenho fomes de devora e inquietudes que piscam meus cílios. Eu acho essa vida muito tosca de tão pura, me acostumo em viver desorientada, sou aquela babaquinha que se deixa abrir largos braços e beijar as rosas, cuspir no chão e espalhar a saliva com o chinelo de borracha. Tenho devoção em sair fora dessa órbita que rodeia minha rotina, faço isso de uma forma divida procurando um fio desencapado e fazendo dos meus cabelos fios-terra: acho divino um curto-circuito acompanhado de alguém que possa desfrutar entre choques! Quando tomo um bom dia morno: eu me belisco e apenas entorto a cabeça, eu me tombo e caio comigo! Eu sou danada, perdi rédeas e cochilei no pelego...

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Rédeas por aí...















Sem rédeas
expulso a liberdade
me desaperto
e afrouxo algumas regras

Sem medo de errar passos
Sem ressentimento de me perder
Porque me faço de solta
E me desprendo por ai

Não me enxugo
e nem me lavo
sou assim
bem misturado

Não me sujo
e nem me lustro
apenas conheço mais dessa vida
por um caminho variado!

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Em vão


 
Em vão, já está bom. “Me” assumo nisso porque o que vale é tentar. Agora se foi utilizado: nem quero palpitar, o negócio á abrir os braços e se largar por aí. O em vão é um espaço bom de carregar, muito branco e sem aquelas poeirinhas chatas que cutucam. Diga: Sim, foi em vão e tão bom! Porque de mim saíram muitas coisas, e vieram de muito perto, mas com tanta força e verdade, veio intenso e de mim, daqui desse meu lado que ás vezes não existe, e é desse mesmo lado que eu pego alguns sentimentos, aqueles que me fazem lembrar de nós, aqueles que ficaram ali só para contribuir com minha felicidade até mesmo com outra pessoa, aquele que não estorva e só completa o que foi em vão, aquele que às vezes resolve de coçar e quando vê já virou alergia e eu tenho que apenas assoprar sem passar nenhum medicamento, porque afinal não é uma cicatriz, é apenas um sentimento que está ali, já é de mim e faz parte do meio que estou. Deixa “ele”, está bem esmagado e quase um pozinho, mas muito pesado, vento nenhum leva ele dali, e eu posso correr e correr, gritar, berrar e suar muito que ele nem cutuca pra sair pelos meu poros, ele apenas começa a coçar novamente... Deixa essa poeirinha, deixa que me cutuque, nem faço questão de coçar mesmo...

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Me ergo e balanço


Porque eu me quero assim
Assopro as asas
E não deito mais
Levanto esse meu peso
E me encosto no vento

Me ergo e balanço
E eu fico com sede
Querendo beber todo o vento
Me sinto assim
Largada no ar

Me perco nas poeiras
e me sujo em pensamentos
mas me vou léguas
longe da gravidade
porque em mim
pra me levar
somente o vento

porque em mim
pra me puxar
somente outras forças
bem longe daqui...

sábado, 9 de outubro de 2010

Me sinalizo



















 E a vontade
e bem largada
e muito atirada no vento
eu me habilito em desobedecer
qualquer tipo de semáforo...

porque eu me sinalizo
e faço as minhas cores
me pinto como quero
e apenas avanço
e me vou
em todos tons de vermelho...

porque o verde
também não me trava
apenas finco a velocidade
arrebento minhas asas
e me afundo lá na frente

e o amarelo?
desconheço esse estranho
quando me pisca
nem alerta, nem babaca
apenas uma constante
com picos alternados!

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Gosto do beijo


sentir esse beijo
trocar bactérias;
salivas
nossos líquidos!

sentir esse beijo;
aleatório
de língua inquieta
molhada!

sentir o teu gosto
mesclar com o meu
saborear essa mistura;
divina!

sentir esse beijo;
prático
em encaixe de vontades
sentindo apenas um gosto de Amor...

terça-feira, 5 de outubro de 2010

De Fato!



De fato!
Me arranco
Me atordoo
Me incomodo
Me atormento

De fato!
Me desafio
Me Questiono em versos
Me Escrevo em musicas
E me inspiro nas coisas ridículas

De fato!
Me faço de louca
E cultivo a doideira
Boba, pura e humana!
Desatenta em bem esperta
Sendo uma abestada de mim

De fato!
Admiro minha bocabertice
Sendo assim,
Babando ainda mais nossos beijos...
E fazendo nossas misturinhas
Apenas curtindo esse meu pulo!

De fato,
É paixão!
Turbina essa que faz barulho
Zum-zum no ouvido
Turbina essa que mexe de lugar
Me atira sabe lá aonde...

De fato!
Te amo,
Sendo eu
Desgovernada
Descompassada
Desobediente
Te amo,
Sendo você
Minha outra parte da maldade...

domingo, 3 de outubro de 2010

Paixão por aqui



Paixão de impulso
Que me pega e revira desejos
Retorce minhas vontades
Esmaga e atira naquele canto

Paixão que eu sinto
Espreme o que for beijo
E suga toda intensidade
Me calando em movimentos

Paixão da minha vida!
Somente essa em viver contigo
Não sai nada de imperfeito
Flutuando no que sinto...

Paixão por aqui
hibernando o que foi
escrevendo um novo poema...

sábado, 2 de outubro de 2010

DABIO com nova diretoria

 
 
No dia 2 de setembro, realizou-se na Coordenação do curso de Ciências Biológicas da URI - Campus Santiago, a eleição para o diretório Acadêmico do curso, o (DABIO).
A chapa eleita é composta pelos seguintes membros: Presidente – Márcia Da Pieve Bertazo, Vice-presidente – Vanessa Sala Medeiros, Secretária – Cristiane Machado, Tesoureiro – Geilersom Natividade, Segundo Secretário – Edersom Dalosto, Segundo Tesoureiro – Andersom Perufo, Diretora de eventos – Camila Canterle Jornada.

Um dos principais propósitos do novo diretório é colaborar com todas as atividades realizadas no campus em especial do curso, atividades que visem o interesse dos acadêmicos e que possam trazer melhorias ao nosso campus e a nossa comunidade. Desta forma, o diretório representado pela sua presidente Márcia Da Pieve e diretora de eventos Camila Jornada, realizou sua primeira participação em um evento cultural do município, no dia 4 de setembro, na Casa do Poeta Caio Fernando Abreu, onde aconteceu o lançamento do livro Sementes literárias de Clodinei Silveira Machado. Na oportunidade a Professora Ligia Rosso, membro da Casa, demonstrou todo seu apoio, e propôs uma parceria com o DABIO.


14º Santiago Encena - 06 a 09 de outubro de 2010



Na semana que vem, Santiago irá inspirar artes cênicas!
Ocorrerá o 14º Santiago Encena, uma atividade cultural importantíssima para o nosso município. Convidamos a todos que puderem prestigiar o evento, que se façam presentes, como apoio a um trabalho valoroso.

Confira a programação:

Dia 06 de outubro de 2010 – Quarta-feira
20h – Entrega do troféu Caio Fernando Abreu para Rosane Vontobel, destaque na literatura; Dinorá Campelo, destaque na Cultura e Líria Suzana Canterle Farina, destaque na educação.
21h – Espetáculo de Abertura: “LA PERSEGUIDA” – Teatro VagaMundo – Santa Maria/RS. (foto acima).

Dia 07 de outubro de 2010 – Quinta-feira
14h – Espetáculo Infantil: “Sonhos e Pesadelos” – Grupo Despertando Talentos – Santiago/RS.
15h 30min – Espetáculo Infantil: “Rosa Solteirinha, Solteirona” – Grupo de Teatro Oficina - Carazinho/RS.
19h – Espetáculo Adulto: “A Mulher sem Pecado” – Dom de Semblantes Cia Theatral – Santiago/RS.
21h – Espetáculo Adulto: “Fando e Lis” – Grupo Ponto e Vírgula – Itaqui/RS.
22h 30min – Espetáculo Adulto: “As Linhas de Elise” – Entrelinhas Cia de Teatro – Santa Maria/RS.

Dia 08 de outubro de 2010 – Sexta-feira
9h – Espetáculo Adulto: “Ano Novo, Vida Nova” - Grupo Tio Pedro – São Francisco de Assis/RS.
11h – Espetáculo Infantil: “Os brinquedos as Mafalda” – Grupo Artemágika – Santiago/RS.
14h – Espetáculo Infantil: “Torta de Baunilha” – Grupo Teatral Tá Rolando Arte – Rolante/RS.
15h – Espetáculo Infantil: “Angélica” – Grupo Tá Nascendo Arte – Rolante/RS.
16h 30min – Espetáculo Infantil: “A Roupa Nova do Rei”- Grupo Peppe Company – Santo Ângelo/RS.
20h – Espetáculo Adulto: “Meu cupido, meu amor” – Grupo Teatral Leva Eu – Viamão/RS.
22h - Espetáculo Adulto: “As Criadas” – Grupo Peppe Company – Santo Ângelo/RS.

Dia 09 de outubro de 2010 – Sábado
9h – Espetáculo Adulto: “O Urso” – Assoc. Teatral Àgora Téspis – Uruguaiana/RS.
11h – Espetáculo Adulto: “Enquanto mamãe não Morre”- PROART – Produções Artísticas – Santa Maria/RS.
14h – Espetáculo Infantil: “Encanto e Cacarejo” – Grupo La Trupe Azul – Carazinho/RS.
16h – Espetáculo Adulto: “O Abajur Lilás” – Grupo Teatro por que não? – Santa Maria/RS.
21h – Encerramento do 14º Santiago Encena – Premiação e Show Musical. 

Texto: Giovane Pasini