aos dias de pôr, próxima aos do nascer

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Aos tempos

Quero sempre poder contar com minhas palavras, que essa frase glorifique meus dias...

Nada é mais vazio do que não ter uma inspiração, que esse escuro não venha até mim...

Diante de todo e qualquer processo de perda, quero sempre permitir o uso das minhas forças...

Não quero evitar as lembranças, desde que elas suavizem minha alma.

Quero contar com o esquecimento dos meus erros remotos e guardar as experiências dos fatos...

Quero dilacerar e irradiar minhas experiências produtivas e abafar o que me fez errar,

Quero também agradecer aos erros, desde que eu não os presencie novamente...

Quero fazer das minhas mágoas apenas sorrisos, conforto e crescimento.

Quero acreditar na pureza de um relacionamento, por mais que seja momentâneo.

Quero entender que todo mundo vai embora e o que fica nada mais é que um vazio que um dia foi saciado!

Quero entender a desilusão como sendo parte de uma nova etapa e que o novo venha ser o que não imaginávamos presenciar um dia...

Quero que todas as pessoas tenham a humildade suficiente diante da ajuda que precisam e que elas saibam reconhecer o que estão fazendo no mundo...

Quero descobrir o que me faz bem e o quais são as pessoas envolvidas nesse processo...

Quero compartilhar a maior felicidade da minha vida com a pessoa que eu mais amar no momento...

Quero vivenciar todas as experiências possíveis, desde que elas invadam o meu crescimento, conhecimento e o meu amor...

Quero poder um dia guardar algo só pra mim e dividir aquele segredo somente com minha essência...

Quero sentir a emoção de ter filhos, mesmo sabendo da minha vida que terei de dar a eles...

Quero poder acreditar em todas as palavras que escrevo, desde que elas sejam dignas do que realmente expresso...

Quero entender a solidão como sendo a necessidade de pensamento, desde que ela não viva constantemente dentro de mim...

Nenhum comentário: