aos dias de pôr, próxima aos do nascer

sábado, 21 de agosto de 2010

...e o medo do Fim é ter certeza diante da parede que separa o término: talvez não esteja sólida o suficiente para que as cicatrizes sejam apenas marcas, apenas desenhos sem nenhum tipo de sentimento, apenas elas sem o conteúdo, sem nada, somente uma poeira que resolveu baixar...

C. JORNADA
*nunca mais Eu

Nenhum comentário: