aos dias de pôr, próxima aos do nascer

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Interrogação de um dormir

O movimento em você
Em tudo, no olhar sacana
O beijo pipetado, a cama
O puxão do cabelo, o estímulo
eufórico e doído e vibrante

Em movimento, em você
e veio com tudo, o ranger
O compasso e o suingue e o sonho
voltaremos!

Em imaginação rítmica
então eu grudei no ronco
te fiz por entre sonhos...
Interrogação de um dormir!

Um comentário:

Tainã Steinmetz disse...

Oi, Camila.
Manda esse poema pra publicar no blog da Casa do Poeta. :)

Abraços.