aos dias de pôr, próxima aos do nascer

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

sábias seduções

Doces beiços desgovernados malandrosos
Renasce sem esforços entre as faces maliciosas
Vigora minha cor por formas purificadas
Amortece as sombras naquele som cinético

Doce boca picante concentrada
Borbulham desejos solúveis salgados
Incrementa a coesão calórica corpórea
Abstrai a mescla magnífica de murmúrios

Doces vezes de vozes entoadas
Atormenta o sabor solto das cinturas
Retorce meu peito nessa paixão pura
Escapa o frio e cobre minhas feridas!

Nenhum comentário: