aos dias de pôr, próxima aos do nascer

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Um ensaio


tratos e restos de traços
baquetas justapostas
soando algum sonoro
melodias e assovios
voos da renovação
assim, nossa canção
o palco,
partículas do grave
a iluminação,
fendas das cortinas
os aplausos,
sensação cosmopolita
o canto e a voz e o som
a batida e a baqueta
o ritmo e a explosão
o repertório pulsante
o agradecimento, o antes
e o nosso depois...
e o depois
depois
oi.
obrigada!

Nenhum comentário: