aos dias de pôr, próxima aos do nascer

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Ao grave amor


Aos meu beijos
sugados
Aos meus toques
intensos
Aos meus dias
abobalhados
A minha língua
brincalhona... 
Aos meus pulos 
de cacunda
Aos teus ombros
amaciados...

A tudo e a todos
ao nada e ao ninguém
salve!
salve!
Aos graves desse amor!

2 comentários:

Guga disse...

me sinto seduzido
com o que escreve!
vou mostrar a adri
10 livros já são meus hheee!

heli disse...

Camila!!
Vim agradecer pela sua visita ao Chega junto e adorei seu blog.
beijos
heli