aos dias de pôr, próxima aos do nascer

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Sobra da Dor




Bate no rosto, bate mais forte
no rosto de uma guria triste
mais uma dor
que não sabe doer no teu corpo!

Quase toda parte de mim é ela
o resto é você
eu não tenho nem a mim
e a sobra vai pra dor

E dói muito bem
dói somente aqui
somente em mim

E quando aperta mais forte
é porque encontrou você aqui
no íntegro da minha cicatriz!

3 comentários:

SolBarreto disse...

Você escreve com a Alma, com o coração!Da para sentir seus versos...
Lindo e muito profundo Camila!

Suzi Montenegro disse...

.

Que legal,Camila!

Gostei das tuas palavras.

Enfim, consegui encontrar teu blog, porque no seu perfil não tem o link. Te encontrei no blog 'Casa do poeta de Santiago'
Feliz de estar aqui contigo.

Beijos e sorrisos muitos.

.
.

Addson disse...

Bonita sua poesia. Obrigado por me seguir. É alegria quando alguém inesperado nos segue. Como és a primeira ativei o módulo. Tenho um blog de poesias www.cavadordoinfinito.blogspot.com. Mais uma vez, obrigado. Abraços.