aos dias de pôr, próxima aos do nascer

domingo, 12 de setembro de 2010

Trechos crônica "Na sacanagem"


Você se curva e enfia a cabeça no chão e ainda diz para si: pisa em mim, faça o que quiser, sou o teu ser, não sei nada de mim e essa dor não dói no teu corpo, só sabe doer em mim, ela é minha... Você não assimila aquele Não, e a partida não entra na tua alma, você quer somente aquele colo, o toque, o sorriso e o bom dia, você quer os abraços, os presentes, as datas, os lugares, as árvores, você quer a terra, você quer a cidade, você quer tudo de volta...

...e quando você sente na pele que nunca mais irá se excitar com aquele beijo: você que ir embora também, quer ir junto com o teu luto e quer ir com aquela pessoa que morreu pra você. Você quer seguir e assegurar o outro e simplesmente cumprir o que havia dito antes quando prometeu amor eterno, então você abraça a partida e vai e assim você acredita num final feliz, somente assim... Indo com o próprio luto...  

2 comentários:

Lipe tusi disse...

e enfia a cabeça no chão...
camila, parabéns...
quero ler a crônica completa(hotmail)!
envia pra mim!
bjsgara

Guga disse...

Sabe Camila, Às vezes temos que abraçar várias coisas e ir... até mesmo com o luto! Lindas palavras!
Abração kokymoto!