aos dias de pôr, próxima aos do nascer

sábado, 6 de novembro de 2010

amontoei



amontoei ainda de madrugada;
a tua boca
saiu com imenso bocejo;
o teu apetite

me fartei em descobertas:
o céu da tua boca
em segundos, aceitando
o peso de uma língua
num músculo vonluntário...

amontoei;
e apenas senti
amontoando;
a tua parte de mim...
reunindo bocadas
desordenadamente!

2 comentários:

Suziley disse...

Bela e sensual poesia, Camila. Parabéns!! Um bom final de semana, beijos no seu coração :)

SolBarreto disse...

Amei Camila!
E concordo com a Suziley...sensual...
Me lembrou uma certa pessoa, uma certa boca rsrsrsrs