aos dias de pôr, próxima aos do nascer

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Estágios galopantes

Sou feita de estágios consagrados
Mas me faço apenas no primeiro
Empaquei nesse nível primário
E acabei gostando de me perder nesse:
Estágio do nascimento!

Sou feita de surgidas galopantes
Meu princípio é somente nascer
Venho à tona e vigoro todos os dias
Me crio por partes e pareço gente:
Estágio do nascimento!

Sou feita da matéria complicada
Me constituo sem átomos e raros nêutrons
Eu sou produtora apenas de elétrons
Talvez a parte mais delicada
Que me mantém em desequilíbrio
E que me confere Luz em minhas alternâncias...

3 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Apesar da subjetividade, é um belo poema.
Bjux

SolBarreto disse...

Menina te adoro e cada dia mais admiro seu cantinho!
Por isso deixei um agradinho pra ti, foi a forma que encontrei de expressar como te admiro!
http://palavraspelocaminho.blogspot.com/2010/11/selinhos.html

jaqueline disse...

*-* Parabens pelo blog!!!
muito legal!!!
Seguindo
http://mundexfeminino.blogspot.com/