aos dias de pôr, próxima aos do nascer

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

o meu Abraço!



Eu quero falar do meu abraço, esse que eu ganhei quando passou segundos da meia-noite, amei. Senti o corpo duas vezes, me achei num banco confortável e de muitas sensações. Eu, definitivamente, me abracei de forma espetacular, simples: envolvi em mim e engatei uma força que surgiu de todos meus amigos e me dei um baita agarrão. Eu o fiz pelo fato de amar o que constitui e representa meu Ser, eu o fiz por ter poucos indivíduos amigos ou talvez eu o tenha feito por desejar muita força nas minhas escritas ou também tenha feito desse abraço um princípio de um ritual. Ah, querem entender? Estou falando do meu aniversário e da maneira como me entreguei o presente: O primeiro e mais forte de todos os anos, sempre o mesmo com um pouco mais de massa corpórea para envolver, sempre o mesmo com um pouco mais de experiência para me enviar, sempre o mesmo com uma derme um pouco mais íngreme e descoberta em me conhecer... Eu confraternizei com o espelho e encerrei o fato com um beijo de boa noite e de feliz aniversário!

Um comentário:

SolBarreto disse...

Entao vai de novo um forte abraça e um parabens!
Muita sorte, paz, saude e felicidade pra ti!