aos dias de pôr, próxima aos do nascer

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

poema à camila (ORACY D.)


poema à camila
 
de que mundo foste exilada
de que Syrius
de que Capela
ó
fragmento perdido de  quasar --
para este grãozinho aqui  ?
 
 
sinto paixões exóticas
inter-controláveis
ocultas nesses teus max  cilares
que trituram dimensões quintas 
 
predestinada de luz
tens tristezas e saudades-saudades
dos mundos lá de cima 
 
vejo isso
em teu riso demais
pelos  cinco sinais estelares de teu rosto
bonito
e torturado
 
                                           (ORACY DORNELLES)
              

2 comentários:

Guiomar Baccin disse...

Muito bonito e sincero!

Suziley disse...

Sinais estelares no rosto de uma linda estrela que brilha na arte das letras, parabéns Camila, linda poesia!! Beijos, boa noite :)