puta merda: aprendi a gozar!





















Perdão,
Mas puta merda!
Aprendiz a gozar
Não numa transa
Nem sexo
Nem nexo

Puta merda!
Perdão pra quem lê!
E pra quem escuta: não acredite.
Mas aprendi a gozar
Nem complexo
Nem perplexa

Aprendi a gozar
Num sentido de sentimento
Me orientando
A apenas me conhecer...

Comentários

Vieira Calado disse…
Olá, boa noite!

A mim não me parece mal

que as pessoas aprendam a gozar...

E como se aproxima o fim do ano

e o Natal já lá vai...

Venho desejar-lhe

boas saídas...

e melhores entradas...

para 2011!

Beijinho
LOBO DO MAR disse…
Estás de parabéns por teres abandonado a metáfora.
Eu, jan, entendo o sexo da mesma forma como Rubem Fonseca, em seu livro BUFO E SPALLANZANI: excerto da (pág.10).

“Disse a ela que eu encarava o sexo, na vida e na literatura, da mesma maneira que Moravia, isto é algo que não deve ser pervertido pela metáfora, mesmo porque nada há que se lhe assemelhe ou lhe seja análogo".

Não te acanhes de exibir o sexo como realmente ele é porque não há nada que se lhe assemelhe, nada melhor que ele.

Fales com o meu falo
como falo com tua vulva
"puta merda" como te almejo
antes que fiques velha ou viuva
quero gozar nesta fenda sôfrego.
Para impedir que só te masturbes
deixa, amor, que teu grelo eu sugue!
Beijos do jan. www.janill.blogspot.com - LOBO DO MAR.

Postagens mais visitadas