aos dias de pôr, próxima aos do nascer

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

aqui.


Enfim, retornando ao Blog e ao Brasil.
Estive alguns dias trocando passos em Posadas e cidades próximas.
Uma semana desconectada e sem ondas sonoras: Meu Deus, o que é isso? Caixa de entrada dos e-mails jorrando palavras! Bora lá, responder os spam. Mas antes disso: vou escrever um poema, afinal pra que tanta pressa?




O livro do Márcio Brasil acompanhou meus olhos nessa viagem: literalmente viajando. Mostrei a Obra às crianças, as quais pediram para que eu fizesse a leitura de algum conto do escritor. Dito e feito. E assim iam tomando conta das páginas do livro... E assim tomaram conta... E assim ficaram com a Obra!

2 comentários:

Anônimo disse...

Viajar é bom busca novos pensamentos, novas historias, sair e andar muito bom Camila esperamos com carinho seus poemas.
E que esta viajem verdadeira seja muito produtiva, pois viajar só em pensamentos como velhos poetas fazem não levam a lugar algum...
A nova geração chegou, e com a bagagem cheia de palavras novas, poemas, rimas de alta qualidade...
Viva viva mais poemassss nós queremos..
Abraçooo sou seu fã bjss

SolBarreto disse...

Camila amei isso! Porque acredito que uma obra quando lida, ouvida, vista e sentida por quem a lê, ouve ou vê e a obra passa a ser dela, a fazer parte dela... "E assim iam tomando conta das páginas do livro... E assim tomaram conta... E assim ficaram com a Obra!"
Passei aqui pra te dizer que deixei um selinho diferente que recebi no de um Blog e agora repasso a você com prazer...espero que goste!
http://palavraspelocaminho.blogspot.com/2011/01/mais-um-selinho.html