aos dias de pôr, próxima aos do nascer

sábado, 22 de janeiro de 2011

Momentos por aí...

Certificado de publicação do poema "Me sinalizo" no Diario de Los Poetas

Passando os olhos pelas obras...

Fiz uma breve leitura da obra publicada pelo projeto "Santiago do Boqueirão, Seus Poetas Quem São?" da nossa grande poetisa Ayda Bochi Brum, que escreve desde 1954. Destaco e recomendo o poema "ENIGMA":

Juntei as sobras dos meus nadas
e fiz com elas um poema de amor.
Enxuguei o olho que já estava seco
e torci o meu enxarcado  coração.
Escutei o soluço do meu silêncio
E fui brincar nas barrancas da minha dor.
A dor fugiu –
a lágrima secou.
o coração pingava gotejante
na canção do silêncio
e o que sobrou dos nadas
e dos tudos –
Eu chamei de amor – e acho que amei.

Ayda Bochi Brum

Nenhum comentário: