aos dias de pôr, próxima aos do nascer

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Espelho, meu seiooo


 
Espelhoooo
Ooore para
Meu seiooo

Espelhooo
Ooore para
Que ele
Sinta
O aperto
De duas
Mãos
Em seu
Mamilo
Do meiooo

Espelhooo
Ooore para
Ele

Ore para
Que um deles
Apresse
A carícia do outro
E que fique
Na espera
Ansioso pelo
Toque do 
meu dedo arteirooo

Um comentário:

Anônimo disse...

Camila, tens que escrever um poema sobre o "vibrador". Eu "vibro" com teus poeminhas. Oracy Dornelles