aos dias de pôr, próxima aos do nascer

quinta-feira, 31 de março de 2011

Eu em mim


Um dia jurei amor eterno
implorei, rezei:
naquele momento
hoje eu aprendi
a calar a boca

Um dia jurei amor eterno
somente tu na minha frente
nas costas, nos cantos
no caldo, na carne
no peito, na respiração
no meu pulso e sangue
Tu, em mim:
nos processos vitais
desse corpo

Hoje aprendi
a me enxergar
aos poucos,
pelos poros
e deixar a matéria
sobrepor minha
própria existência:
Eu em mim...

Um comentário:

SolBarreto disse...

Camila adorei!!UM dia tambem amei assim...mas hoje aprendi a me conhecer e ver aquilo que as pessoas nao dizem...