aos dias de pôr, próxima aos do nascer

domingo, 17 de abril de 2011

alguma inspiração?



Não sei fingir uma saudade
O problema é que não estou sendo fingida
É que não estou sentindo mesmo!
Cansei de explorar a falsidade
Dos meus lábios,
Em cais perdidos nas juras
De trocas de salivas imortais

Alguém pode me inspirar?
Eu também queria um muso
Uma musa, ou até mesmo
Mais um coração partido!

Acaba o amor, mas não a inspiração
Engraçado, de onde ela vem?
Ou o amor que nunca foi?

Nenhum comentário: