aos dias de pôr, próxima aos do nascer

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

sabe-se lá


Prometo que não prometerei
Isso eu sei, o que não sei é
é que prometo sem ter amado
isso se faz por abstinência de faltar
o que se define de saudade

Prometo que não prometerei
se sei, se não sei
sabe-se lá
o feito prol da jura
se todos amam uma promessa
sabe-se lá
O que não amam, então
um traíra


Prometo que não prometerei
se sei, se não sei
cabe-se a mim e a ti crer
um sabe-se lá
de acreditar
um pai teu, 
um pai nosso

Sabe-se lá
vá saber,
se tem algo a prometer
é porque já teve o que desconfiar

Qualquer coisa é só piscar
o olho,
e a gente quebra tudo.
mas não prometa,
não será coisa certa
triunfar uma promessa
ame, 
de lábios fechados
e descruze os dedinhos...

Nenhum comentário: