aos dias de pôr, próxima aos do nascer

segunda-feira, 9 de abril de 2012

assim é



- assim é;
e ninguém diz que a gente faz barulho
e grita e fita e engole e ama
- assim é;
na mesma cama

- assim ou cru;
assado se deixa pra depois
o que vai além é a sobremesa
por enquanto não saí da mesma
presa

- assim é;
e vai e vem e fica e ecoa
tudo de novo outra vez...

Um comentário:

Orvalho do Céu disse...

Olá, Camila
Lindíssimo!!!
Quem ama o sente na pele...
Bjm de paz e pascal