aos dias de pôr, próxima aos do nascer

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Voltei com a Marisa, que tanto me inspira




ainda bem
voltei
bem perto pra ti
Marisa
tua voz é grão esférico acrobático
equilíbrio sentimental da saudade
é um pouco mais do que saber sentir falta
é um Monte de verso que apunhala 
o que não se sabe sentir...
apunhala por si só
o amor, 
em duas doses do brega
que me cegas em
te achar perfeita
ainda bem
voltei
a pensar em ti
escrever em vão pra alguém

Nenhum comentário: