aos dias de pôr, próxima aos do nascer

sábado, 7 de julho de 2012

onírico desejo platônico



onírico desejo platônico
comer-te debaixo dos panos nos sonhos
acordar encharcada e rezar antes de apunhalar tua carne
pedindo perdão em fazer
tua derme e meus pelos ficarem em cima de cada mármore

onírica vez que fui feita mulher
a única em que não precisei mais fantasiar
no instante em que os petiscos dos sonhos
atacaram a gulosa realidade de te devorar


http://lounge.obviousmag.org/encruzilhada/2012/06/27/ib_p002_0_25.jpg 
 
onírica vida que era feito o que se queria
a vez em que acordei e clamei teu nome ao meu lado
o choque em estar com quem sempre sonhei já estava sendo realizado

onírica vez que acordei
e fazer o que se queria tinha de esperar a outra metade
pronunciar a cara de vontade...

Nenhum comentário: