aos dias de pôr, próxima aos do nascer

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Amor de 2013


Amor de 2013


Que tudo o que queremos é o amor, que tudo que venha a ser desejado também seja o amor.

Que a felicidade não faça sua sombra por trás de um arrependimento, pois voltar atrás é o ato de reconstruir a própria felicidade, é a arte de possuir em mãos uma segunda chance.
Todos desejam uns aos outros o tal Amor, talvez o bem dito desejo devesse ser cativado dentro da própria pessoa, amando a si primeiro e assim deixando o desejo na consequência de um amor próprio…

2013 está aí, e por de fato nós também. Mais uma vez o mundo não acabou, para outros apenas está começando… Acredito que o mundo acaba com o término do respeito, da boa educação e bons costumes. Na realidade, o mundo nunca foi mundo para aqueles que desacreditam nos princípios de uma segunda chance.

Começo essa primeira coluna como de sempre quis começar, o princípio está no amor e ele será o início de todos os “fim de mundo”…

Que a vida é a que nos deixa triste
que triste é a vida sem nos deixar
que tudo que choramos dói
que a dor é água da chuva que cai

que o amor é o que não existe
que não quero existir sem amar
que o pra sempre do amor é a velhice
que o envelhecimento nos permita chegar lá

que a semana que passa é a demorada
que o tempo que se espera chega
nada impede passar o tempo
sem ao menos “você” chegar

que tudo isso é amor
que tudo que eu penso atraio
amar-te-ei no todo,
em tudo que eu vá pensar!

2 comentários:

Jasanf disse...

Adorei seu texto, pois é de uma intesidade poética magnífica. Feliz 2013 e que neste ano ímpar você consiga desvendar cada dia os mistérios dessa vida. Abraço fraterno, Jasanf.

Amanda Lemos disse...

Gostei muito do que vi !
Muito difícil encontrar espaços bacanas como este :_)

Deixo o meu aqui caso queira dar uma olhada, seguir...

http://bolgdoano.blogspot.com.br/

Agradeço desde já !