aos dias de pôr, próxima aos do nascer

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Férias, eu mereço!



Das coisas que não consegui dizer, falar. 
U é? 
Mulher,
Queres ouvir o quê?
Um MPB?

- "M" o quê?
PÊ BÊ


O eme pe be
que decidimos por ouvir
virou 
risada
e o nosso Sexo?
perdeu o sentido 
por ouvir um MPB sem nexo?

No, no,no...

U é, Mulher?
O que preciso sonorizar?

Já tanta coisa rascunhada,
e ainda queres de forma
amplificada?


Como não? 
Todas os desabafos de uma paixão correspondida não lhe fizeram ler nada? 
Oh, minha amada!
Ainda é cedo para ouvir tudo de mim.
A vida assim, perderia a graça numa só paulada.

E eu não quero, não quero
que tudo termine assim
minha, mada!
eu não Caio nessa,
Foda!

Ontem, Caio Abreu  me interrogou:
"A vida é uma brasa, mora?"
Diante dos sentidos que repito que sinto
Oh, minha mala!
Leve-me agora , dentro da Boca do monte
a qualquer hora, a brasa volta a ser o fogo
e a chama dos teus lábios,
fogueira incendiária!

Das coisas que não disse,
perdão, por não silabar mais nada
Oh, minha Tera
como preferes,
ter-me mais por palavras
a ações cruas nesta Terra
?
O único sentido contra todas as palavras, é o Amor
minha, amora!
É o amor...



FÉRIAS POR AQUI!
leiêiê
Oîandê
tutaluirÂ
blá, blá


Dizdialogar.  Parir palavrasBonitinhasdeQueaPutaquePariuNãoPariuNada.
a puta partiu?





2 comentários:

Anônimo disse...

vou copiar....

Anônimo disse...

Já digo outra coisa...que o teu MPB não é música; E sim: MUITO POEMA BOM! E tu?