aos dias de pôr, próxima aos do nascer

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

eu vou morrer de felicidade

- se alguém, dia incerto, seguir 
outra coisa
e se eu caso
venha
trair - 

- já terei um poema
pra ti - 


bemaqui:

e eu vou morrer de felicidade
não se vá
apenas vá
vá, vá
e eu vou morrer de felicidade


tua boca irá
irá beijar outra
e eu já
já beijei
outras também

se vá
se vá
com todo amor e simplicidade
eu já fui
já fiz
já fiz
todas também

agora se já
se vá viver a liberdade
eu já voei
voei
também

mas vá
agora vá
eu não morrerei de inveja
eu já vivi
vivi também

uma transa a mais
vá, se vá
vá possuir
eu já
eu já
também
com várias
mas vá

eu não gozei
também
mesmo indo
gozava
apenas
na volta
contigo

mas vá
agora, vá
eu vou morrer de felicidade!


Um comentário:

Anônimo disse...

que nem se eu morresse amanhã... legal