aos dias de pôr, próxima aos do nascer

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

isso não é um poema, ela que é fétida mesmo!


ela é tão louca
tão bosta
que qualquer pena que 
eu sinta
já vira cocô

como pode?
ela é tão podre
tão hedionda 
que o fedor 
que possui
vira perfume
comparado ao seu
mau cheiro

tu é fétida
tudo o que diz
é pútrido
tudo o que toca
escorre chorume
tua vida, agora,
enoja qualquer
zorrilho!

agora, com licença
vou escovar meus dedos
porque escrevi a coisa
mais suja
do mundo!!!!!

isso não é poesia
tu sim, 
é uma baita VADIA! 

VÁ, agora, de DIA
tomar uma luz
nesta escuridão
de vida engarrafada!

teu nome não rima
com Jabulani
ele é o sinônimo
de desumano mesmo!

Infame!


14 comentários:

Anônimo disse...

Urrul! Poeta! Matou a pau!

Anônimo disse...

Existem desumanos em todos os lugares, mas pelo visto - essa aí - vai te render mais leitores hahahahaha

Anônimo disse...

Mulheres adoram mulheres, simplesmente senti o fedor daqui!

Guilherme Dorneles disse...

UHHH que bosta isso!

Anônimo disse...

Hahahaha nossa, é sempre mais fácil sentir o fedor alheio pq o nosso próprio já nem sentimos mais!!!! Demoniacas e santas.

Anônimo disse...

A POETA exala poesia, aroma e escreves tão bem que nem escrevendo sobre a BOSTA consegue abafar seu perfume!

Anônimo disse...

JABULANI, kkkkkkkkkkkkkkkkk
eSSA fOI bOA!

Jabulani disse...

ainda bem que não!

Anônimo disse...

bota boa nisso...dessas gostosas o inferno ta cheio kkkk

Anônimo disse...

bota boa nisso...dessas gostosas o inferno ta cheio kkkk

Anônimo disse...

A Poeta parece estar de coração partido e cuspindo no prato que comeu rsrsrs. foi-se uma musa?? kkk

Anônimo disse...

hahahahahahhaha, pobre da poeta, ainda bem que está vomitando a bosta que comeu.

Anônimo disse...

aqui não tem santos ou demonios. todos culpados, graças a deus!!

Anônimo disse...

Tenho uma dica: teus poemas são mais quando descreve as musas. Se essa aí foi bosta mesmo, não vale um poema, não vale nada. A tua escrita é bem mais perto desse desabafo. Mas eu gostei. QUE MERDA!