aos dias de pôr, próxima aos do nascer

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

poema que a Pri gosta

pra Pri
o que ela gosta
eu posto porque também
gosto dela
e o poema do parafuso
se enroscou em seus cabelos
de mujer guapa!

brillante
brillante



poema de 2010 - do Faces do Ser

É Parafuso
Analiso e envolvo toda minha concentração
e perco cabelos e tiro a tintura
e ao mesmo tempo eu não entendo mais nada
e eu fico enlouquecida tentando fazer alguma coisa
que não sai da arte de pensar e eu analiso novamente
e pinica minhas idéias e surgem milhares de coisas
e agarro todas e nem uma sai direito,
aperto pra todos lados o que fica frouxo no outro dia!
É parafuso confuso que não sabe se enroscar
e quando fixa alguma coisa se apavora
e sai correndo e não segura mais nada
e larga toda a beleza assim:
apenas num giro, cospe e salta fora...
É parafuso!

Nenhum comentário: