aos dias de pôr, próxima aos do nascer

terça-feira, 8 de setembro de 2015

a Maior prova de amor




eu-quero / 

tu-derme /


ele-gante /

nós-meus /
vós-sos/ 

eles-tróns /










a MAior prova do meu amor é não dever

provar o amor que há.


a MAior prova do meu amor é também além

de, é amar.


a MAior prova do meu amor é dizer-lhe o

quanto amo enquanto a minha voz puder

falar.

a MAior prova do meu amor é fazer da

poesia e do amor a maior prova de que

ambos diferenciam-se por nada.


a MAior prova do meu amor é provar teu

gosto, a tua pele, os teus jeitos, a tua fala, o

teu cheiro, a tua onomatopéia de quando

canta dentro da minha boca, sem pensar que 

devo

te provar todos os dias, sem pensar que devo

lembrar a tua existência para que eu possa,

então, desejar te provar todos os instantes.


Sem pensar que devo pensar as coisas que

devo fazer para te conservar dentro de mim.


Não há o que lembrar

quando vê, já foi

sem pensar que se deve

o amor,

é um deslize que não se teme

não dever nada



3 comentários:

Anônimo disse...

que bela prova de amor

Anônimo disse...

é, quem lê diz que tá amando mesmo

Anônimo disse...

tu consegue né
escrever com baita peito
estufado
de jeito que caminha na rua
e plaina com olhar profundo
e lábios de mel
de jeito que essa
mulher
te merece, tu
merece tb escrever
dela