aos dias de pôr, próxima aos do nascer

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

o toque... o prazer!


Ouço em cada tudo que olho, o barulho do teu toque
o toque das tuas mãos tão lisas e firmes
deste amor, em cada coisa tocada, produz sinfonia
o prazer que nos transmuta, bate e volta
entre nosso corpo
faço em todo o teu corpo, o suave toquei mais perfume
porque, deste amor, o prazer é amor
o perfume é um gozo cheiroso
porque é amor

e isso me traz prazer

porque


a tua vida é o prazer
que me apraza
das coisas, do azar
do zunido do dia-a-dia
da azia
daquelas vadias
que graças a Deus
há dias que jazem
na arqueologia



a tua vida é um prazer
que me azeita
da coisa, do gozo
do sono
ZzzZZZzzz



a minha vida é prazerosa
quando tenho teu cheiro
em mim.
quando perfumo a pele
com teu exalo
em mim.
quando tive o prazer em
conhecê-la,
o prazer foi todo meu
e em mim. 








3 comentários:

Anônimo disse...

Azeitando tudo,
fritando também!
Irrrá

Brandão disse...

Muito bom, menina.

Anônimo disse...

Magnífico tempero do prazer, gozo e amor!