aos dias de pôr, próxima aos do nascer

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

logo mais a manhã já vem


"Ela buscou sincretizar em seu clipe os diversos símbolos que estão inseridos na letra da música. “A ideia era unir todas essas manifestações em uma seita.”


Um presságio
Eu vi também
Arrastou o céu numa conjuração
Corpos ébrios
Em confusão
A sustentação é que a manhã já vem
Logo mais a manhã já vem

O acaso
Empurra quem
Se agarra à borda, preso em negação
Solitário
Na multidão
A sustentação é que a manhã já vem
Logo mais a manhã já vem

Chega dessa pele, é hora de trocar
Por baixo ainda é serpente
E devora a cauda pra recomeçar

Om Namah Shivaya
Om Namah Shivaya

Pelo fogo
Transmutação
Sem afago, lapidando o aprendiz
O que sobra é cicatriz
A sustentação é que a manhã já vem
Logo mais a manhã já vem

Chega dessa pele, é hora de trocar
Por baixo ainda é serpente
E devora a cauda pra continuar

Om Namah Shivaya

Nenhum comentário: