aos dias de pôr, próxima aos do nascer

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

porque apenas tive

porque lhe estou a chorar
vejo tua boca
mas não devo aproximar
porque lhe estou a cegar


porque já tens uma outra
vejo que a outra lhe tens a outra
a outra boca que almeja lhe encostar
porque apenas lhes gostaram


porque lhe estou a estar
vejo que a ti já estive
tive-lhe de todo o corpo
porque apenas tive
vou embora
já não lhe sou mais uma star.

porque lhe estive
um dia,
estive
uma noite,
ex-tive
hoje,
triste

porque é ela
e ela é o que há
porque há um tempo
eu é que fui
por lá

5 comentários:

Anônimo disse...

Uma aceitação triste do fim

Anônimo disse...

Glória! Voltou

Anônimo disse...

Um dia fomos estrela pra alguém, certamente, poeta.
Mas esse brilho que tu alimenta dentro de si, não sairá.
Parabéns, mulher

Anônimo disse...

É PARABÉNS,
venceu mais um concurso!

Anônimo disse...

Conte-me uma história e já será outra.
Parabéns!